terça-feira, 20 de março de 2012

LEMBRANÇAS DO PR. NILSON

Uma vida nas mãos de Deus marca quem está por perto. Meu pouco tempo de aproximação com o pr. Nilson foi suficiente para comprovar o fato.

Talvez a melhor palavra para descrevê-lo seja coragem. Devido a sua fé em Deus, o pr. Nilson vivia sempre enfrentando desafios. Ele não era o tipo de pessoa que se escondia no fim da fila, esperando que outro tomasse a dianteira. Ainda que um projeto estivesse muito acima das suas possibilidades, o pr. Nilson estava pronto a abraçá-lo, seguindo na força do Senhor. Fosse em Fortaleza, fosse na selva amazônica, sua resposta era sempre de prontidão para realizar a vontade de Deus.

Deus me deu o privilégio de ouvir seu testemunho por duas horas e meia. Nessa ocasião foi fácil ver pela sua história de vida o quanto o Senhor havia lhe dotado com uma coragem extraordinária. Foi assim quando atendeu o chamado do Mestre para levar o evangelho às populações ribeirinhas na Amazônia, partindo para um lugar distante, que ele nunca tinha antes visitado, confiando apenas que Deus o havia enviado. Mas foi assim também quando decidiu retornar para Fortaleza e encarar o desafio de um novo ministério.

A força de um homem pode se revelar na vida, mas seu real poder se manifesta na morte. Foi já no meio do embate contra o câncer que me aproximei do pr. Nilson. Vendo seu exemplo de fé, cedo entendi que nossa igreja também seria abençoada na comunhão com aquele homem de Deus. Dessa forma, resolvemos seguir junto com o pr. Nilson tentando ajudá-lo, mas na verdade sempre recebendo muito mais do que oferecíamos.

Pr. Nilson nos provou com sua vida que o nosso Bom Pastor segue conosco no vale da sombra da morte. Por isso, ele não se abatia, embora seu corpo estivesse sofrendo. Ninguém mais do que ele sabia tanto da gravidade do seu câncer. Sua força e disposição não vinham da ignorância quanto ao seu estado, brotava do Senhor. Vendo que não haveria mais possibilidade de cirurgia e que a quimioterapia ou radioterapia seriam ineficazes, pr. Nilson decidiu parar o tratamento, entregando-se nas mãos de Deus. Mas isso de maneira nenhuma o abateu. Parece que quanto mais ele via a vida se encurtando, mais ele queria aproveitar seu tempo na obra do Senhor. Somente as crises de dores mais intensas o faziam cancelar um compromisso ministerial. Do contrário, ele seria achado estudando a Palavra, pregando, visitando os irmãos e dirigindo a construção da igreja.

A certeza de que Deus é soberano era uma âncora firme para a alma do pr. Nilson. Como ele mesmo disse no seu testemunho, quando Satanás queria lhe convencer de que sua doença era castigo pelo pecado, ele se voltava para Deus em oração e se apegava ao fato de que Deus está no controle.

Acima de tudo, jamais esquecerei que o pr. Nilson me aproximou da eternidade. Aquele homem que há pouco estava aqui, agora está lá. Obviamente todos caminhamos para a eternidade, mas ele era diferente. A passagem pelo portal da morte era algo bem palpável no seu caso. Mas o que impressionava era a segurança com que ele seguia firme para o encontro com Cristo. Pr. Nilson morria como quem vai viver, pois sua esperança estava no Senhor Jesus, que venceu a morte.

Há muitas expectativas que nos estimulam quando pensamos no céu. Agora tenho mais uma: reencontrar o pr. Nilson.

Você vai estar conosco?

A serviço do Mestre,
Pr. Jenuan Lira

2 comentários:

Projeto Cidadão de Futuro disse...

Palavras que descreveram muito a esse servo do Senhor. eu que também tive o privilégio de conviver com ele faço das suas palavras as minhas. Realmente tenho também essa expectativa de além de encontrar Nosso Senhor, encontrá-lo também lá, naquele dia mui glorioso!

Assis Nogueira disse...

Uno-me ao senhor, pr. Jenuan, nessa lembrança... e por causa da redenção no sangue do Senhor Jesus, em breve estaremos juntos sim...